Enviar a matéria pelo WhatsApp

O que fazer com a frustração?

Atualizado: Abr 9


A frustração é consequência inevitável de um mundo cheio de incertezas e imprevisibilidades, uma resposta comum quando nos confrontamos com um impedimento ou barreira, real ou imaginada, interna ou externa, diante de algo que desejamos, projetamos ou necessitamos.

A frustração é definida na literatura psicológica como um objeto ou situação impeditiva à realização de uma necessidade ou ainda um sentimento negativo de insucesso e tristeza por não ter alcançado um objetivo desejado. É um fenômeno ligado a situações de conflitos, impedimentos e experiências traumáticas. O fato é que aquilo que fazemos com essa frustração é o que determina se nosso “mal-estar” se prolongará com impactos para nossa saúde ou se saberemos contornar a situação frustrante de maneira assertiva e quiçá levar dela algum aprendizado.

Afinal, aprender a lidar com a frustração em um mundo ferozmente competitivo é questão de sobrevivência, pois nas corporações e mesmo nas relações interpessoais, ninguém deseja ter ao lado alguém que joga a culpa de suas mazelas nos outros ou que vive se queixando de tudo o que acontece. Primeiro de tudo devemos encarar a frustração como parte natural da vida, e não achar que temos “direito adquirido” a viver sem dificuldades, barreiras ou privações. Nada disso! É melhor encarar a vida como uma longa estrada com trechos perigosos e sinuosos, buracos incontornáveis e riscos normais de toda estrada, mas também com trechos de belas paisagens, asfalto em perfeito estado e companhias agradáveis ao longo do caminho. Estar “advertido” quanto à frustração é uma boa maneira de estar preparado(a) para encará-la quando acontecer.

Crer na competência de manejar e superar problemas quando eles surgem é uma ótima forma de evitar os efeitos negativos da frustração. Desenvolver também habilidades de solução de problemas e uma visão mais objetiva dos fatos é também uma dica preciosa para lidar com a frustração de maneira assertiva. Por fim, não se esquivar das situações que podem causar frustração é de suma importância no desenvolvimento de habilidades para lidar com ela. Quando evitamos a frustração perdemos grandes oportunidades de fortalecer o sentimento de auto eficácia, pois ao encararmos os problemas aprendermos maneiras de solucioná-los e reforçarmos a crença em nosso próprio desempenho. Nesse sentido, para aqueles que são pais é importante saber que quando protegem os filhos de qualquer frustração os impedem de aprender a lidar de forma mais assertiva com suas dificuldades, aumentando neles a chance de desenvolverem transtornos mentais no futuro, tais como a depressão e a ansiedade.


0 visualização

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube