Enviar a matéria pelo WhatsApp

A importância da frustração no desenvolvimento infantil


Ter todas as vontades atendidas como e quando desejar é praticamente um sonho! Nós nos desdobramos para que os nossos filhos tenham o que quiserem, sem frustração, amamos ver o sorriso deles quando ganham algo ou têm alguma de suas vontades atendidas e, algumas vezes, até exageramos na dose.

Como os pequenos poderão crescer se seus pais não percebem que eles podem lidar com as dificuldades cotidianas, que estão aptos a conter angústias e são capazes de buscar soluções? A frustração faz parte da vida, são lindas oportunidades de aprendizado, onde a criança ao ter contato com experiências frustrantes, como não não fazer gol na partida futebol da escola, não ter ganho brinquedo escolhido, cria uma força interna, uma “ferramentinha” fundamental em seu desenvolvimento, adquirindo a capacidade de ser tolerante, e ter força de enfrentar o mundo, não que a vida seja necessariamente uma “pedreira”, mas conseguirá enfrentar as frustrações normais da vida adulta com maturidade, tolerância e superação.

As crianças extremamente poupadas de tudo são exatamente as que mais sofrem diante de situações em que são contrariadas. Quando ouvirem seu primeiro não, terão muito mais dificuldade de lidar com esse fato. Quando presenciar um momento de frustração da criança, como agir? Escute, escute, escute. Acolha e veja dentro de você como pode contar para seu pequeno o quanto aquele momento é importante para seu crescimento, e também parte fundamental da realidade da vida.

Explique que o ganhar ou o perder, o fracasso e a vitória são parte do pacote da vida, e que esses momentos são fundamentais para que eles percebam o que podem melhorar, e que o desejo de ser melhor, de se superar, é o que move nosso coração, mesmo que naquele momento seja difícil de compreender.

Deixe que ele(a) se sinta frustrado e triste, apenas acolha suas angústias, não tente acabar com aquele momento, conseguindo de outras formas, e não pelo esforço da criança, o que ele deseja, pois quando adulto, precisará dessa experiência para saber como agir em situações parecidas e que não haverá ninguém para fazer por ele.

Aproveite muito esses momentos, acolhendo o sentimento, acalmando o coração do pequeno, mas utilizando esses sentimentos para que ele aprenda. Quando vivemos e aprendemos colados na realidade, podemos olhar para o que passou e sentir no coração a imensa gratidão por mais essa oportunidade. E aí o que parecia tão ruim, acaba se mostrando maravilhoso, porque fez parte da caminhada.


7 visualizações

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube