Enviar a matéria pelo WhatsApp

10 dicas de leitura para bebês


Talvez você não saiba, mas além de jornalista e mãe, sou formada em pedagogia, isso quer dizer que sou apaixonada por atividades lúdicas e desenvolvimento infantil. Por isso, hoje resolvei falar sobre um tema que sempre desperta muita curiosidade quando falo nas minhas redes sociais: Leitura para bebês!

Muitas mães/pais me perguntam:

- Quando eu devo começar a ler para o meu filho?

-Meu filho não para enquanto eu leio, acho que ele não gosta...

Bom, vou responder as duas perguntas e também dar algumas dicas.

1.Quando começar?

Você pode ler para seu filho desde quando ele está lá dentro do ninho, ou seja, durante a gravidez. Tanto a mamãe quanto o papai podem fazer leituras. Estudos científicos já comprovaram que quando os pais leem, conversam, cantam para o bebê na barriga, ao nascer ele reconhece a voz e sente mais seguro e amparado.

Depois de nascer continue com esse hábito pois ele vai acostumar a ficar olhando para as figuras e ouvindo sua voz (é ótimo para acalmar e ajuda a dormir melhor).

Ler para o bebês também é fundamental para o desenvolvimento da linguagem dos pequenos, a leitura compartilhada (quando um mediador lê para alguém) com o fortalecimento dos vínculos. Além disso, quanto antes os pequenos desenvolvem o hábito da leitura, mais fácil será a paixão pelos livros permear toda a sua vida, contribuindo, entre outras coisas, para a melhora do vocabulário, e para uma visão de mundo mais ampla, crítica e empática!

2. Como eu devo ler para meu bebê? Como atrair sua atenção, ainda mais quando cresce que já consegue engatinhar, andar e “fugir”?

É importante que o contador de histórias transmita toda magia do universo literário no momento da leitura. Ou seja, se permita extravasar, atuar, interpretar. Não precisa ter vergonha. É questão de treino.

Outra dica é permitir que manuseie o livro é fundamental. Nessa fase, ele aprende pelos sentidos, leva tudo à boca, precisar tocar, sentir para aprender. Os livros são ideais para ajudá-lo a diferenciar texturas, formas e cores.

Veja mais algumas dicas:

3. Faça diferentes entonações de voz de acordo com cada situação ou personagem. Faça barulhos, sons, imite os animais, imite o trem, o carro... “Bruuuummm”, “pópopó”. Saia do agudo e vá pro grave, eles se divertem. Se der, faça mímica, gesticule, estimule que ele repita a ação.

4. Deixe que o bebê observe as imagens, aponte as ilustrações com o dedo os personagens e objetos, falando seus nomes, reproduzindo seus sons.

5. Cante! Por exemplo: tem um pato no livro, cante uma música que fale de pato.

6. Utilize objetos, bonecos ou outros recursos e dê vida aos personagens, variando a maneira de contar aquela história.

7. Repetição é muito importante! Os pequenos nesta faixa etária precisam da repetição para absorver os conteúdos apresentados. A cada leitura, um novo elemento é compreendido e, por isso, a repetição é tão prazerosa. Você vai perceber que com o tempo ele vai ter histórias preferidas e vai sempre querer as mesmas.

8. Os bebês compreendem melhor os sons quando falamos devagar, portanto, ao ler, pronuncie as palavras lentamente.

9. Estabeleça uma rotina de leitura. Ler sempre nos mesmos momentos do dia (antes de dormir, por exemplo) pode contribuir para compreensão da rotina, melhora os vínculos entre vocês, além de criar e estabelecer o hábito e o prazer pela leitura! Lá em casa, a Monalisa já sabe que antes de dormir é hora de ler, então quando começa a ficar com sono, ela mesma vai pro quarto pega um livro e mostra pra gente (para mim e papaizão, pois contamos juntos).

10. O mais importante! Não desista. Cada criança tem um temperamento. Umas são mais agitada do que as outras. Normal. Tudo tem seu tempo. O importante é fazer desse momento algo gostoso entre vocês. Nada de OBRIGAR a leitura, OBRIGAR ficar sentado.... Brinque, estimule, crie rotina, insista, persista, não desista. Com o tempo você vai perceber os benefícios!

Livros preferidos da Monalisa (ela tem muitos, alguns ficam em uma prateleira que ela alcança, mas ela sempre escolhe esses três, eu e meu marido já sabemos de cor as histórias).

A gente passa o dedo pelo livro e a Monalisa ama repetir. Ela também gosta quando a gente fala: "Aaaah não é você", aí ela imita e fala "aaaah".

Esse tem um "fantoche", Monalisa adora quando ele se esconde.

Esse tem vários movimentos, a coruja abre e fecha os olhos, por exemplo!

#capa #matérias #matériascapa

0 visualização

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube