Enviar a matéria pelo WhatsApp

Falta de etiqueta na ponta dos dedos

Atualizado: Abr 9


O uso das redes sociais e do whatsapp como forma de comunicação é um caminho sem volta. Mas algumas pessoas – posso arriscar que a grande maioria – até mesmo as que dominam bem estas ferramentas, ainda não aprenderam algumas regrinhas de, digamos, “convivência e etiqueta”, o que torna a comunicação entre elas um tanto truncada.

Primeiro é preciso saber que cada pessoa interpreta o que lê da forma que bem entende e algumas mensagens podem soar mais como grosseria do que propriamente uma informação. Vou dar um exemplo: já vi gente reclamar que quando você passa uma mensagem pelo whats e a pessoa responde apenas com “Não posso falar” isso seria uma reposta indelicada. Na verdade quem a lê, dependendo do seu estado de humor e da urgência, é que interpreta desta maneira. E qual seria a forma de não ser indelicado? Colocando apenas um “desculpe” na frente ou um “já te ligo”.

Responder ou perguntar em caixa alta então, pode ser o começo do fim de uma amizade se quem recebeu a mensagem não entender que as vezes escrevemos na correria, sem observar o “caps lock” ativado ou até mesmo sem saber estas regras. Caixa alta em textos assim, via de regra, significa que a pessoa está gritando ou nervosa mas muitas vezes pode ter sido apenas um descuido na hora da digitação.

Mas há alguns casos que realmente irritam os que ainda não aprenderam a usar estes meios corretamente. Um deles é não receber uma resposta imediatamente ao envio de uma mensagem. É preciso entender que, apesar de ser um aplicativo de mensagens “instantâneas”, a pessoa pode não ter ouvido o alerta por estar num ambiente ruidoso, pode estar dirigindo ou ainda, longe do celular, no banho, em reunião, etc. Eu mesmo, em alguma dessas situações, ao abrir o aplicativo vejo coisas assim:

15:30h - Oi... tudo bem?

15:35h – Preciso falar com você.

15:38h – Poxa, me responde.

15:42h – Cara. É urgente!

15:45h – CARACA MEU, PORQUE NÃO QUER FALAR COMIGO?

Entendem a impaciência das pessoas que não querem saber em que situação que você está e ficam te importunando até você responde-las? Eu, sinceramente, só as entendo porque, dependendo de quem parte, sei que não conhece estas regrinhas. E mais, ninguém é obrigado a ficar olhando a tela do celular o tempo todo esperando chegar algo.

Outra situação errônea é achar que o Messenger do Facebook é como o Whattsapp. Em determinadas situações até é, mas eu, por exemplo, quase não vejo as mensagens ali imediatamente. Primeiro porque sempre estou “off-line”, com alerta desligado, e é preciso que eu abra o aplicativo para ver se tem alguma coisa. Aí quando abro vejo lá apenas um “Oi!”, como se a pessoa estivesse falando comigo ao vivo. Oito horas depois respondo educadamente “Oi, como vai! Desculpe não ter visto a mensagem antes”, mas as vezes o fecho imediatamente e só no dia seguinte vem um “Tudo bem?”. E só!! É de matar esse tipo de coisa! O correto é você enviar a mensagem completa, dizer o que precisa e aguardar a resposta. Nem o Messenger nem o Whatts são para ficar batendo papo a não ser que seja urgente e ambos interlocutores não podem falar por estarem num ambiente inapropriado. Aliás, uma coisa que odeio é ficar batendo papo por ali – sempre que isso começa pego o telefone e ligo de uma vez.

Agora, há uma regra essencial no uso dos aplicativos de mensagens que jamais deve ser dispensada, mas que a maioria das pessoas não respeita: RESPONDER A CONVITES! E coloquei em caixa alta apenas para demonstrar a minha indignação quanto a isso. Rsrsrs!

Ao receber um convite para uma festa, uma confraternização, um evento, palestra, qualquer coisa que seja, é sempre educado e necessário responde-lo, caso contrário denota desprezo, indiferença da sua parte. Principalmente, se o convite exige uma confirmação de presença. Alguns eventos precisam ter confirmado o número de pessoas presentes por questões de espaço, quantidade de comida, etc. Basta responder apenas com um “Obrigado, mas não poderei estar presente”, se for esse o caso, ou “Obrigado. Estarei presente” ou ainda “Agradeço, mas confirmarei depois”. Mesmo que você não vá, RESPONDA POR UMA QUESTÃO DE EDUCAÇÃO! Se a pessoa teve a gentileza de te convidar, tenha a educação de responder, pelo sim ou pelo não. Quando você não responde a convites, corre o risco de não ser mais convidado.

Os aplicativos de mensagens surgiram meio sem regras, mas o que acaba valendo são quase as mesmas que se tem na vida real. Há apenas uma diferença: sempre leia tudo que escreve antes de enviar, caso contrário vai pagar o mesmo mico que um amigo repórter de São Paulo pagou ao responder a uma fonte, quando perguntado sobre o horário em que ele chegaria ao local marcado. A mensagem foi mais ou menos assim: “Só estou concluindo uma puta aqui e já vou!” (desculpe o termo chulo mas era necessário). Na verdade ele estava concluindo uma PAUTA! Agora, pensa na cara do entrevistado quando o repórter chegou. Coisas da distração!

#matérias #capa

12 visualizações

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube