Enviar a matéria pelo WhatsApp

A ARTE DE DISCORDAR

Atualizado: Abr 9


Estamos vivendo em uma época em que discordar de opiniões é quase visto como um crime, uma afronta ou um desrespeito a opinião alheia. Os nervos estão tão aflorados que estamos perdendo essa poderosa ferramenta que nos dá muitas oportunidades de crescimento e aprendizado que é a troca de opiniões divergentes.

É muito fácil não enxergarmos o mundo alheio quando estamos vivendo apenas a nossa realidade, pessoas que são desenvolvidas emocionalmente conseguem divergir com empatia e assertividade. Conseguem se colocar no lugar do outro, discordar e ainda assim aprender com a opinião divergente. Por que a ideia não é mudar a opinião do outro, mas sim, ouvir, aprender e colocar seu ponto de vista.

É muito comum vermos pessoas vociferando nas redes sociais umas contra as outras por que não concordam com esse ou aquele ponto de vista. Amizades terminam, famílias se abalam e perde-se a noção do respeito, apenas para provar: ESTOU CERTO E VOCÊ PRECISA CONCORDAR COMIGO.

Por um tempo eu mesma agi dessa forma. Minha família se reúne todos os domingos para o almoço, é uma tradição. Eu e meu irmão sempre tivemos posições políticas divergentes, e as discussões sempre eram no intuito de provar que estávamos certos em nossas posições, e é claro... Isso nunca acabava bem. A família toda se abalava, os almoços sempre terminavam em discussão e nossa relação estava se desgastando a cada semana.

Depois de muitos conflitos, resolvi parar de querer provar que estava com a razão e resolvi ouvir mais, entender mais e agir com empatia. Comecei a me colocar no lugar do meu irmão, entender o contexto dele, sem abrir mão de colocar meu ponto de vista, porém com respeito e assertividade. Engraçado que a reação dele foi a mesma na época. Ele também começou a me ouvir e entender meus motivos.

Eu não mudei a opinião dele, nem ele a minha, mas começamos a aprender um com o outro e tirar fatores positivos e negativos das duas posições divergentes.

Um fenômeno interessante aconteceu a partir da minha mudança. A partir do momento que eu deixei a discussão de lado, ele fez o mesmo, e iniciamos nosso processo de crescimento juntos.

Resultado, hoje não brigamos mais por conta disso. O que fazemos é conversar, discutir e aprender, e isso tem sido muito rico para ambas as partes.

Então, eu pergunto a você: Como você discorda da opinião alheia? Sua intenção em uma discussão tem sido provar que está certo, ou seu intuito é aprender com a outra pessoa?

E lembre-se, não mudamos ninguém, o que fazemos é mudarmos a nós mesmos para gerar um reflexo positivo nas pessoas ao nosso redor.

A partir de hoje te convido a tratar as divergências como oportunidades de aprendizado, e não como embates para provar quem está com a razão.

#matérias #capa

0 visualização

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube