Enviar a matéria pelo WhatsApp

O Facebook faz aniversário, veja como esta rede mudou nossa vida!


O Facebook comemora 13 anos de criação hoje (4) e a Celebrar também comemora o fato desta rede existir pois é uma de nossas ferramentas para ficar mais perto de você! Você consegue imaginar como seria a vida sem as redes sociais? Pois é... tanta coisa mudou desde que elas foram criadas não é mesmo? Para Celebrar selecionamos 6 tópicos que nos ajudam a enxergar como o Face mudou nossas vidas! Vem ver!

1. Mudamos a definição de amigos. Qualquer ligação a outra pessoa tornou-se uma amizade. Será que é isso mesmo? Sinal dos tempos.

2. Nós estamos menos preocupados com privacidade. De fato, estamos mesmo é cada vez menos envergonhados.

3. Milhões de empregos foram criados graças às conexões abertas pelo Facebook. Eis um ponto positivo. Na mesma medida que virou de pernas pro ar a indústria de notícias, por exemplo, a rede acabou abrindo novos caminhos não só nessa área, como também em publicidade, marketing, educação, entretenimento etc etc.

4. Os partidos políticos que sabem lidar com o Facebook estão se dando bem. E é verdade. Logo, os partidos que têm mais grana para pagar usuários falsos acabam ganhando mais espaço na timeline alheia.

5. Uma ferramenta para organizar e alimentar revoluções. Sem dúvida, assim como o telefone, o Twitter, o Whatsapp etc.

6. Mudou a indústria da informação, descentralizando-a.

O preço de smartphones, tablets e afins vai subir. Uma pena, porque são instrumentos de produtividade e de educação. Há muito tempo que deixaram de ser brinquedinhos de luxo.

VEJA TAMBÉM DADOS INTERESSANTES SOBRE COMO O FACEBOOK MUDOU O MERCADO!

O Centro de Pesquisas Pew descobriu que a maioria dos jovens está mais que disposta a fornecer seus detalhes. Uma maioria avassaladora de 91% publica fotos de si mesmos, 71% publicam a cidade onde vivem, mais da metade dá endereços de e-mail e um quinto dá números de telefone.

Mais de 80% enumeram seus interesses, permitindo que as marcas os atinjam de modo mais eficaz. Mas a maioria dos jovens usuários restringe seus perfis, com 60% permitindo apenas o acesso de amigos.

Mas assim como muita coisa na vida de uma pessoa é compartilhada online, o Facebook dá a todo mundo uma plataforma para cultivar uma imagem e uma base de fãs. Em um artigo para a revista Frontiers in Psychology, acadêmicos descreveram um novo fenômeno, o surgimento da “personalidade do Facebook”.

“Foram detectados vários casos (7,5%) com grandes lacunas entre a personalidade verdadeira e a falsa no Facebook, o que implica que futuras pesquisas devem considerar as consequências adversas e os tratamentos de altos níveis de falsa personalidade no Facebook”, disse a pesquisa.

O Facebook essencialmente criou todo um setor, incluindo empregos indiretos, para pessoas cujo trabalho é fazer a plataforma trabalhar para sua marca.

“É uma ferramenta como nenhuma outra”, disse Michael Tinmouth, estrategista de mídia social que trabalhou com marcas como Vodafone e Microsoft. “Os marqueteiros têm uma compreensão dos consumidores de uma marca como nunca tiveram antes. Os dados e as análises disponíveis são extraordinários. Você sabe quem são seus clientes, quem são os amigos deles e como eles se envolvem com sua marca.”

E os anunciantes pagam muito por isso. O Facebook relatou um aumento na receita de publicidade de 46%, atingindo 3,32 bilhões de dólares.

O setor baseado em torno do Facebook está florescente, diz Tinmouth. “O que era um gerente de comunidade dez anos atrás? Há centenas de agências que existem especificamente para a mídia social. É todo um ecossistema de mídia, marketing, vendas e tecnologia. A questão agora é como eliminar o ruído e como manter o controle da conversa.”

É SEMPRE BOM FICAR ALERTA

Como se sabe, é importante ficar de olho em que nos chega de bandeja. Nos últimos dias, uma mensagem falsa publicada no Facebook diz que o usuário caiu na malha fina e, para evitar problemas, deve clicar no link exibido, que direcionaria para a Receita Federal. Mas é furada. O link serve mesmo é para instalar um vírus ou um programa malvado no computador do desavisado — que, agora, não está mais desavisado...

MAS É PRECISO FICAR ATENTO, FACEBOOK NÃO SÃO SÓ FLORES!

TODO CUIDADO É POUCO

Um projeto do deputado Cláudio Cajado (DEM-BA) prevê punição para quem ofender ou difamar políticos na internet. Mais que isso, vai considerar que redes sociais, provedores e portais também sejam responsáveis pelos crimes. É uma proposta delicada. Afinal, a democracia pressupõe a crítica responsável — que pode ser considerada ofensa, de acordo com o interesse do criticado. A Justiça atual já não prevê punições para injúrias e afins?

FONTES: O DIA , CARTA CAPITAL

#capa #Matérias

0 visualização

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube