Enviar a matéria pelo WhatsApp

5 dicas essenciais para o seu “Save The Date”


Vai casar? Já pensou na data? Então é hora de fazer seu “Save the Date”. Vem ver 5

dicas que vão te fazer perceber o quanto esse passo é importante para organização de

tudo!

O “Inesquecível Casamento” bateu um papo com a produtora Roberta Jalfim, e ela

recomendou cinco pontos que nenhum casal deve deixar de lado na hora de pensar o

save the date. Dá só uma olhada!

1. ELE É INDISPENSÁVEL

O save the date é muito importante, principalmente quando há uma quantidade

significativa de convidados de fora ou em destination weddings. Afinal, as pessoas

precisam de muita antecedência para se programar e, convenhamos, reservar passagem

e hotel com antecedência garante melhores preços. Também é preciso ter em mente que,

quando o casamento é realizado em um lugar distante, amigos e familiares aproveitam

para vincular a ocasião à outra viagem.

2. HIGH-TECH: A TECNOLOGIA PEDE PASSAGEM

Não adianta, hoje em dia é muito comum enviar o save the date por WhatsApp. De

acordo com Roberta, é pratico e funciona muito bem, pois as pessoas cada vez têm

menos tempo. Enviá-lo através do aplicativo também tem uma utilidade que muita gente

não sabe: pedir que o convidado responda com seu endereço completo para posterior

envio do convite. Prático, né?

3. PERSONALIZAÇÃO À PARTE, ALGUMAS INFORMAÇÕES NÃO PODEM

FALTAR

Tenha em mente que a data e cidade do casamento, o nome completo dos noivos e o

link do site do casamento não podem faltar em qualquer save the date. Também vale

incluir a hashtag dos noivos para começar a formar a marca, caso seja de interesse dos

noivos.

4. TENHA A IDENTIDADE VISUAL DO EVENTO EM MENTE

O mais importante, na visão de Roberta, é que o casal siga – no save the date – a

identidade visual escolhida para o casamento. Isso significa que já é interessante incluir

o monograma dos noivos e abusar das cores escolhidas para a decoração do grande dia.

Além disso, é preciso coerência: se o enlace será clássico e tradicional, não é bacana

apostar em uma peça superdespojada. Por outro lado, se ele for acontecer na praia, por

que não incluir elementos que remetam ao litoral?

Tudo também depende da disposição dos noivos a tentarem ideias criativas e diferentes.

“Nós já fizemos um save the date que era um cabide. Então, ao invés de ‘salve a data’,

era ‘reserve seu traje’. E funcionou muito bem com a realidade dos noivos, que eram

muito ligados em moda. É sempre legal inovar!”, conta a produtora.

5. ATENÇÃO AO TIMING!

De acordo com a experiência de Roberta, o save the date deve ser enviado com seis

meses de antecedência em casamentos na mesma cidade e de oito a dez meses, caso sejaum destination wedding.

Mas atenção: ela sugere que os casais comecem a definir o material 60 dias antes de

enviá-lo porque o casal precisa estar com a identidade visual e cores definidas. E isso

não acontece da noite para o dia!

#capa #Matérias

109 visualizações

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube