Enviar a matéria pelo WhatsApp

Celebrar com Saúde: Depois de comer tanto chocolate, o que fazer?


A Celebrar adora uma festa e isso não é segredo. A gente acredita que é possível aproveitar cada momento de uma maneira especial, inclusive comendo chocolate na páscoa. Afinal, para quem gosta do doce, esta é a melhor data não é mesmo? Mas sabemos que depois que passa o domingo, sobram alguns pedaços do chocolate para segunda e na terça rola aquele desespero. E agora o que fazer? Buscamos a resposta para você.

O importante é uma dieta leve que atenue as gorduras ingeridas. É o que diz a nutricionista Anita Fachs, professora de nutrição do departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). "Salada de folhas, frutas e legumes são leves e ideais." Suco de maracujá ou limão sem açúcar também fazem parte de uma dieta leve. Segundo Anita, uma boa dica para comer menos chocolate é tomar três ou quatro copos de água antes. "Enche a barriga e impede excessos."

Tanto médicos quanto nutricionistas convergiram em relação ao planejamento alimentar. O importante é saber planejar quanto e quando comer os ovos. "A dica é dividir com a família, levar para o trabalho, comer um pouco na sobremesa", disse a nutricionista Viviane Polacow, do ambulatório de transtornos alimentares do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade de São Paulo.

O erro, para Viviane, está no pensamento de compensação. “Essa coisa de compensar depois é muito perigoso, porque a pessoa não come nada o dia inteiro para compensar o que comeu no feriado, pula refeições importantes, fica com fome e acaba comendo os ovos que sobraram.” Segundo a nutricionista do HC, o corpo sabe lidar com pequenos exageros de vez em quando. “O bom é saber planejar e não substituir refeições por chocolate ou cortar alimentos importantes como arroz, carne, feijão.”

Tanto para aliviar o organismo das calorias quanto para movimentá-lo, exercícios físicos são sempre recomendáveis. É o que diz o endocrinologista Márcio Mansini, chefe do grupo de estudos sobre obesidade do departamento de endocrinologia da Universidade de São Paulo (USP). “Devido ao excesso de chocolate, o interessante é que a pessoa aumente, com parcimônia, a carga de atividade física."

Alfredo Halpern, endocrinologista da USP, explica que o chocolate é muito calórico. "O maior problema é a gordura. Não podemos ver o chocolate como algo completamente ruim - estudos mostram que chocolate pode fazer bem para o organismo, o meio amargo, por exempo."

com informações G1

#capa #Matérias

7 visualizações

A vida nos enche de motivos para Celebrar. É só prestar atenção aos detalhes para ver que, ao nosso redor, existem inúmeras razões para festejar, comemorar, reunir e partilhar.

© 2016 Revista Celebrar - Todos os Direitos Reservados - Este Site Foi Orgulhosamente desenvolvido por: Agência Integre

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube